Câmara de Cabo Frio passa a ter intérprete de Libras durante as sessões

Por Ascom/CMCF em 02/08/2017
Quem esteve ontem no plenário da Câmara Municipal de Cabo Frio ou assistiu pela televisão a transmissão da Sessão Ordinária de Instalação do Segundo Período Legislativo de 2017

Quem esteve ontem no plenário da Câmara Municipal de Cabo Frio ou assistiu pela televisão a transmissão da Sessão Ordinária de Instalação do Segundo Período Legislativo de 2017 pode constatar a atuação da intérprete da Associação de Surdos da Região dos Lagos – ASURLAGOS, Luciana Huguenin Dias, utilizando a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Um marco na história da Casa Legislativa!

 

A partir de agora todas as sessões da Câmara contarão com a participação da intérprete, como forma de garantir a perfeita comunicação entre o Legislativo e os deficientes auditivos, tornando o processo político inclusivo e ainda mais democrático.

 

Diferente do que possamos imaginar, “a LIBRAS não é apenas uma medida alternativa para se estabelecer algum tipo de comunicação com os surdos, é uma língua natural, como qualquer outra, com estruturas semânticas, sintáticas e morfológicas. Assim como nas demais línguas, há regionalismos e peculiaridades que devem ser levados em consideração. A expressão corporal e facial é um dos recursos que utilizamos, mas a língua é bem mais complexa que isso”, explica Luciana.

 

O presidente da Câmara, Aquiles Barreto, comemorou o fato: “Estamos muito felizes com esta conquista! O processo de democratização da informação e transparência nas ações passa, necessariamente, pela inclusão da pessoa com deficiência ”, declarou.