Câmara protocola no INEA propostas de adequação ambiental para a extração de areia no município

Por Ascom/CMCF em 23/05/2017
Os vereadores de Cabo Frio protocolaram, no último dia 12, no Instituto Estadual de Meio Ambiente (INEA), um documento contendo propostas de adequação ambiental.

Os vereadores de Cabo Frio protocolaram, no último dia 12, no Instituto Estadual de Meio Ambiente (INEA), um documento contendo propostas de adequação ambiental referente à audiência pública conduzida pelo instituto, no dia 04/05/2017, como etapa obrigatória para o cumprimento da legislação ambiental pela empresa Minerae Mineração e Comércio LTDA. A empresa tem o intuito de praticar a atividade de extração de areia em cava no município.

Representante direta da população, a Casa Legislativa compreende a importância de seu papel junto à defesa dos direitos da sociedade e, após consultar a Comissão de Políticas Públicas, decidiu apresentar as seguintes propostas:

1. Que em contrapartida à extração de areia seja desassoreada toda a extensão do Rio Gargoá e realizada a desobstrução de passagens inadequadas;

2. A construção de via alternativa para o escoamento da extração que respeite a área urbana consolidada, o Parque Mico Leão Dourado e qualquer outra área de preservação ambiental. A rota a ser escolhida como via alternativa deve ser apresentada para discussão aos interessados.

Segundo o presidente da Câmara de Cabo Frio, Aquiles Barreto, não é de hoje que o meio ambiente e a população do município clamam por medidas que possam minimizar os impactos da extração de areia, principalmente no Distrito de Tamoios:

“A empresa citada fala em eficiência econômica, investimentos e geração de empregos, mas diz pouco sobre os impactos sociais da atividade que pratica. Não basta apenas apresentar um relatório de ações mitigadoras. É preciso que estas ações sejam realmente eficazes, o que na prática não tem acontecido. O que temos assistido, nos últimos anos, é a devastação do meio ambiente e o prejuízo à população local”, declarou Aquiles.