Sepe usa tribuna livre

Sepe usa tribuna livre

O coordenador do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe Lagos), Augusto Rosa, utilizou a tribuna livre na sessão ordinária desta terça-feira (26). A solicitação foi feita por ofício protocolado na semana passada.

O sindicato alega que a pandemia agravou a situação da Educação no município.

“Há dívidas trabalhistas pendentes desde 2016. Não há como discutir qualidade do ensino nessas condições. O sindicato se posiciona contra a volta às aulas. Não temos como comparar escola com shopping center. Há um movimento de empresários tentando convencer a população de que a escola precisa abrir a qualquer custo”, disse Augusto.

 

Movimento de pais de alunos é a favor da reabertura

Na segunda-feira (26), o presidente Miguel Alencar e o vice-presidente Roberto Jesus receberam representantes do movimento Educa Cabo Frio, um grupo formado por pais de alunos que pedem o retorno das atividades presenciais nas escolas.

“O que pedimos nesse momento é o retorno imediato das escolas que já estão prontas e um plano de retomada para as outras. No início da pandemia, as escolas foram fechadas pois era um vírus desconhecido. Os estudos mostram que as crianças adoecem pouco e a taxa de mortalidade é de 0,07%”, explicou Carla Goulart, pediatra e integrante do movimento.

Deixe seu comentário
Acessibilidade